08 mar

Lembre-se da dignidade de sua feminilidade. Não recorra, não implore, não rasteje. Tome coragem, dê as mãos, lute.

A luta das mulheres por melhores condições de vida e trabalho começou a partir do final do século XIX, principalmente na Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de 15 horas diárias, os baixos salários e a discriminação de gênero eram alguns dos pontos que eram debatidos pelas manifestantes da época.

Vários acontecimentos levaram à criação de um dia especial para as mulheres. No entanto, o 8 de março teve origem com as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho, durante a Primeira Guerra Mundial, sendo este o marco oficial para a escolha da data, que somente foi oficializada em 1921.

Atualmente, além do caráter festivo e comemorativo, o Dia Internacional da Mulher continua servindo como conscientização para evitar as desigualdades de gênero em todas as sociedades.

Para celebrar este dia, trouxemos o perfil de 5 mulheres diferentes e muito influentes em seus países. Países, estes, que a Language tem o maior orgulho e prazer de ensinar os seus idiomas:

Ada Colau

Ada Colau Ballano é uma ativista espanhola e política da Catalunha. No dia 13 de junho de 2015 foi eleita prefeita de Barcelona, a primeira mulher a ocupar o cargo, como parte da coligação, Barcelona En Comú. Colau foi uma das membras fundadoras e porta-vozes da Plataforma de Afectados por la Hipoteca, criada em Barcelona em 2009, em resposta ao aumento das despesas causadas por empréstimos hipotecários não pagos e o colapso do mercado imobiliário espanhol na esteira da crise financeira de 2008.

Florence Montreynaud

Florence Montreynaud é uma senhora que sabe como fazer as coisas. Uma grande feminista, ativista, historiadora e autora francesa, ela escreveu artigos, publicou vários livros e é regularmente citada sobre questões relacionadas à igualdade de gênero na França. Ela também foi co-fundadora da organização “Chiennes de garde” em 1999, ao lado de Isabelle Alonso – uma organização feminista que luta pela abolição do sexismo e tem visto um enorme sucesso na França. Desde então, ela tem sido responsável por numerosos manifestos e campanhas, incluindo “NON à la pub sexiste” e escreveu “Le XXème siècle des femmes”, que é uma bíblia de informações sobre mulheres e eventos relacionados à liberdade e história de 1900 a 1999.

Elizabeth II

Isabel II ou Elizabeth II é a Rainha do Reino Unido e de quinze outros estados independentes conhecidos como Reinos da Comunidade de Nações, além de chefe da Commonwealth formada por 53 estados. É também a Governadora Suprema da Igreja da Inglaterra e, em alguns de seus reinos, possui ainda o título de Defensora da Fé. A rainha é patrona de mais de 600 organizações e instituições de caridade.

Samantha Cristoforetti

Samantha Cristoforetti é uma piloto e engenheira da Força Aérea Italiana e a primeira mulher italiana no espaço. Ingressando na Academia da Força Aérea Italiana em Pozzuoli, ela foi também a primeira mulher a chegar ao posto de capitã da aviação militar e de piloto de caça na Itália. Possui 500 horas de voo em seis tipos diferentes de aviões militares: SF-260 Marchetti, T-37, T-38, Aermacchi MB-339 A, B e D, e AMX.

Steffi Graf

Steffi Graf foi uma sensação de tênis no final dos anos 80 e início dos anos 90. Ela é a única jogadora a vencer cada um dos Grand Slams quatro vezes, e tem a segunda maior vitória de Grand Slam de todos os tenistas, atrás de Margaret Court. Ela tem duas medalhas olímpicas de ouro, junto com uma de prata e bronze. Graf começou a jogar tênis quando tinha quatro anos e ganhou seu primeiro torneio aos cinco. Ela foi classificada como número um por um recorde de 377 semanas. Steffi Graf é um ícone para atletas de todas as nacionalidades e gêneros.

 

Leave a Comment